O que é empreendedorismo social

134

De acordo com o especialista, o empreendedorismo social é uma forma de empreendedorismo que tem como finalidade produzir bens e serviços que beneficiem a sociedade local e global, com foco nos problemas sociais e na sociedade que os enfrenta mais proximamente.

Uma das características do empreendedorismo social é criação de produtos e serviços que tem o foco principal na resolução, ou minimização, de problemas em áreas como educação, saúde, alimentação, meio ambiente, etc.

Em suma, o objectivo do empreendedorismo social é gerar transformação nas comunidades em que estão inseridas.

Em outras palavras, significa que o lucro obtido é investido em acções que possam aumentar o impacto e promover o bem-estar do público.

Um dos elementos que podemos destacar é que o lucro é diferenciam. Sem sombra de dúvida que o lucro é considerado como elemento essencial para a sustentabilidade desses empreendimentos.

Segundo especialista, o empreendedor social, em contrapartida, não tem como prioridade criar lucros financeiros substanciais para os seus investidores – organizações filantrópicas e governamentais na maior parte – ou para si mesmo.

Então, o empreendedor social busca valor na forma de benefícios transformacionais em grande escala, que se acumulam em um segmento significativo da sociedade ou na sociedade em geral.

Empatia

Uma outra característica dos empreendedores sociais tem a ver com a empatia, ou seja quem actua nesta área é preciso conhecer o público ou a causa que desejam atender, perceber os seus impasses e dificuldades. Não é possível desenvolver empatia apenas com números e relatórios; para isso é essencial ouvir e conversar com potenciais clientes.

A busca por equilíbrio financeiro

 Partindo da premissa que nem só de propósitos e tecnologias vivem os negócios de empreendedorismo social.

Podemos dizer que a sustentabilidade e continuidade dos negócios de impacto depende de inúmeros factores além de sonhos e objectivos socio-ambientais.

Mesmo não sendo a principal meta para os empreendedores do segmento, o controle e retorno financeiro do negócio é que irão possibilitar a remuneração dos colaboradores, o pagamento das despesas e a realização de novos investimentos.

Em suma, este tipo de empreendedorismo não deve ser confundido com o trabalhado realizado por organizações não-governamentais sem fins lucrativos.

Gostou deste artigo? Então, partilhe nas suas redes sociais e não deixa um comentário abaixo.

 

 

Partilhar

Artigos criados 136

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo
error: Protected!