Qual será a opinião dos motoristas do Uber quanto aos táxis autônomos? Descubra agora!

uber_capetown_successcode
O Uber é uma empresa de rede de transporte on-line fundada nos Estados Unidos da América em 2009. Os serviços Uber e o aplicativo móvel foram lançados oficialmente em San Francisco em 2011, e desde então, a empresa tem revolucionado a forma como as pessoas têm acesso a alguns meios de transporte.

Desde agosto de 2016, o Uber está disponível em mais de 66 países no mundo. Desse número, 8 são países africanos, nomeadamente: a Nigéria, o Gana, o Egito, a África do Sul, o Marrocos, a Tanzânia, o Uganda e o Quênia.

Os serviços do Uber têm sido objeto de controvérsias e ondas de manifestações em todo o mundo, uma vez que têm dominado o mercado, deixando quase nenhum espaço para os motoristas de táxis comuns competirem. Como resultado, os taxistas sentem-se afetados e injustiçados.

O Uber também anunciou que está a trabalhar com a Tesla para trazer táxis autónomos para as ruas nos próximos anos. Então, o que será que os motoristas do Uber pensam sobre isso também?

O Success Code traz respostas exclusivas de motoristas do Uber que operam em Cape Town, na África do Sul.

John e Michael é como iremos tratar os dois motoristas que decidiram falar com nossa equipa, visto que eles queriam as suas identidades preservadas. As opiniões de John e Michael sobre o assunto divergiram, e abaixo iremos ilustrar as duas.

Por um lado, John disse que o Uber tem realmente um sistema muito forte, que o levou do desemprego a uma renda positiva ao fim do mês. Ele também mostrou-se confiante quanto aos serviços que oferece, afirmando que eles são mais seguros, mais rápidos, e mais baratos do que os táxis comuns.

Ele acredita que as únicas opções que os taxistas têm sejam juntar-se a eles, ou melhorar drasticamente o seu modus operandi. A confiança de John permaneceu intacta, até que ele foi questionado sobre a implementação de carros de autónomos do Uber num futuro próximo.

Neste caso, John disse que tomaria a posição dos motoristas de táxi, e lutaria com toda força contra essa mudança… Esquecendo-se do que havia dito sobre “a melhoria do modus operandi” no caso de uma maior concorrência.

Por outro lado, Michael acredita que o mundo inteiro virou-se contra o Uber, porque os governos, e vários sistemas como o que os motoristas de táxi comuns usam, estão desatualizados. Ele diz que o Uber protege os seus motoristas dos enormes impostos do governo, e os torna nos seus próprios patrões.

Michael mostrou-se realmente sensibilizado com a posição dos taxistas, mas diz que no final do dia é tudo sobre o que os clientes procuram, e enquanto o Uber for o serviço mais conveniente e acessível, será certamente a primeira escolha das pessoas.

“O que você acha sobre a implementação de carros de autónomos pelo Uber?” Perguntamos. “Bem… O Uber não só nos ensina como agregar valor ao serviço que oferecemos, mas nos ensina também como podemos nos tornar empreendedores”, disse Michael. Ele então continuou: “Como empreendedor, eu entendo que isso faz parte dos negócios, é esta a forma como o jogo funciona. Eu não era um motorista de táxi antes, o jogo me empurrou até aqui, então quando os Ubers autónomos dominarem, eu irei procurar outra coisa para fazer no momento.”


Receba actualizações de entrevistas como essa, enviadas diretamente a sua caixa de entrada!
orangesquarebutton

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *